Ouça agora na Rádio

N Notícia

Wikimedia Commons

FOTO: Wikimedia Commons

Preso em Curitiba, Lula é condenado a quase 13 anos de prisão no caso do sítio de Atibaia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi condenado nesta quarta-feira a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação penal que envolve o sítio Santa Bárbara, em Atibaia, no interior de São Paulo.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

A sentença foi dada pela juíza federal Gabriela Hardt, que substituiu o atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, na 13ª Vara Federal de Curitiba, cidade onde Lula está preso desde abril do ano passado, condenado a 12 anos e um mês no caso do tríplex do Guarujá.

A magistrada entendeu que procediam as acusações de que o sítio em Atibaia seria parte de propinas da ordem de R$ 1 milhão ao ex-presidente, pagas pelas empreiteiras Odebrecht, OAS e Schahin. As empresas também realizaram reformas no local.

Oficialmente, o sítio está em nome de Fernando Bittar, filho do amigo de Lula e ex-prefeito de Campinas, Jacob Bittar. Um dos pontos levantados pelo Ministério Público foi o fato de que, em depoimento, Fernando Bittar ter negado o pagamento pelas reformas no sítio.

No total, segundo os investigadores da Operação Lava Jato, o imóvel em Atibaia passou por três reformas: uma sob comando do pecuarista José Carlos Bumlai – outro amigo de Lula –, no valor de R$ 150 mil; outra da Odebrecht, de R$ 700 mil; e uma terceira reforma na cozinha, pela OAS, de R$ 170 mil, em um total de R$ 1,02 milhão.

Já a defesa de Lula reforçou as negativas de propriedade dadas por Lula ao longo de todo o processo, como ocorrera antes no caso do tríplex do Guarujá.

A condenação do petista no caso do sítio é a segunda no âmbito da Lava Jato. Um outro processo que aguarda sentença é o dos supostos pagamentos de propinas da Lula pela Odebrecht, por meio da compra de um terreno para o Instituto Lula e um apartamento vizinho ao do ex-presidente em São Bernardo do Campo.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia

Leia também