Ouça agora na Rádio

N Notícia

Wiliams Aguiar/Sport

FOTO: Wiliams Aguiar/Sport

Na Ilha, Sport bate Ceará por 1 a 0, engata sequência inédita e deixa zona de rebaixamento

Leão deixa grupo de queda após 13 rodadas e abre dois pontos para Z4

Informações compartilhadas Superesportes
 
No dia 18 de julho, pela 13ª rodada da Série A, Sport e Ceará se encontraram no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. No fim, o placar de 1 a 0 decretou o que seria uma queda livre do Leão, que teria a zona de rebaixamento como companhia. Um turno depois, porém, quis o destino que o mesmo rival virasse o marco da virada. Diante do Alvinegro, só que na Ilha do Retiro, o Leão recebeu o melhor público do ano com X mil pessoas e devolveu o 1 a 0 com um gol de Gabriel para, enfim, respirar. Após 13 rodadas, a equipe deixou a faixa de queda da competição alcançando também uma sequência inédita de três vitórias na temporada. 
 
A retomada sob o comando de Milton Mendes permite ao Rubro-negro ter agora 36 pontos e ficar na 16ª posição. Agora, o time tem dois de vantagem sobre o rival Vitória, que abre o Z4. Além do fôlego, o resultado da partida diante do rival cearense decretou a queda matemática do Paraná. Renovado, o Sport agora se prepara para enfrentar o Fluminense, no próximo domingo, no Marcanã. 
Primeiro tempo com controle do Sport.
 
O técnico Milton Mendes mandou a campo praticamente o mesmo time titular das últimas duas rodadas. A exceção ficou por conta do lateral esquerdo Sander. Com uma entorse no tornozelo, ele foi substituído por Raul Prata, que jogou improvisado no setor. Com esse desenho, o Leão foi quem tomou as rédeas da partida diante de um Ceará que também não fazia questão de ter a bola. 
 
Com isso, a equipe rubro-negra adiantou a marcação e se lançou ao ataque. Controlou o duelo durante os 40 primeiros minutos da etapa inicial, mas esbarrou em um ataque previsível, sem capacidade de improvisar para surpreender o rival. Fato que se refletiu nos números. No fim do primeiro tempo, o Leão teve 63% de posse de bola, mas chutou três vezes ao gol. 
 
As poucas chances reais de gol, surgiram pelo lado direito. Ali, o time explorou a ofensividade de Cláudio Winck e as triangulações com Michel Bastos e Gabriel. Aos dez minutos, esses três foram protagonistas da melhor chance rubro-negra que acabou em um chute de Gabriel defendido por Everson. 
 
O Ceará, por outro lado, recuou durante toda a etapa e tentou apostar nas saídas rápidas para pegar a defesa leonina aberta. Teve dificuldade na maior parte do tempo, mas surpreendeu no fim, sendo mais incisivo com seis finalizações no geral. Aos 42, na melhor das chances, Arthur arrancou e chutou forte para Mailson fazer uma importante defesa. No escanteio, Tiago Alves desviou de cabeça e viu a bola cruzar a área sem ninguém para empurrá-la. 
 
Segundo tempo com gol no início
 
Na volta do intervalo, o Leão, enfim, conseguiu reverter a posse de bola em gol logo no início. Ao sete minutos, Gabriel aproveitou o rebote de uma finalização de calcanhar de Hernane Brocador e empurrou para fazer seu quinto gol na Série A, tornando-se artilheiro do Sport na competição. Na sequência, mesmo com o placar aberto, o cenário do confronto se manteve. 
 
Ainda sem se lançar ao ataque, o Ceará continuou apostando no poder de fogo de Arthur e nos contra-ataques. Foi justamente com essa combinação que, aos 14, o centroavante arriscou um chute de longa distância e beliscou a trave. Na sequência, porém, o Sport retomou o controle e chegou a ter duas grandes chances com Hernane Brocador. No fim, o Vozão ainda partiu para o ataque e tentou pressionar, mas não conseguiu igualar o marcador. 
 
SPORT 1 x 0 CEARÁ
 
SPORT
Mailson; Cláudio Winck, Ernando, Adryelson e Raul Prata (Ronaldo Alves); Marcão, Jair, Gabriel (Fellipe Bastos), Michel Bastos e Mateus Gonçalves; Hernane Brocador (Rogério)
Técnico: Milton Mendes
 
CEARÁ
Everson; Fabinho, Luiz Otávio, Tiago Alves e Felipe Jonantan; Juninho, Pedro Ken (Felipe Azavedo), Leandro Carvalho, Ricardinho (Eder Luis) e Calyson (Cardona); Arthur
Técnico: Lisca
 
Local: Ilha do Retiro (Recife)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Rafael da Silva Alves (RS)
GOL: Gabriel, aos 7min do 2ºT
Cartões amarelos: Ernando, Marcão, Gabriel (S);  Pedro Ken, Leandro Carvalho, Cardona (C)
FONTE: Diário de Pernambuco
Link Notícia

Leia também