Ouça agora na Rádio

N Notícia

JAVIER GONZALEZ TOLEDO/AFP

FOTO: JAVIER GONZALEZ TOLEDO/AFP

Grêmio perde para o Estudiantes, mas gol fora de casa serve como alento

Tricolor é batido por 2 a 1 e precisa de vitória simples em porto Alegre

https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/gremio/2018/08/07/noticia_gremio,494868/gremio-perde-para-o-estudiantes-fora-pelas-oitavas-da-libertadores.shtml

O Grêmio lutou até o fim na noite desta terça-feira, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 para o Estudiantes, no Estádio Ciudad de Quilmes, em Quilmes, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Os argentinos chegaram a abrir 2 a 0 no placar, mas o Grêmio descontou ainda no primeiro tempo, com gol do zagueiro Kannemann.

No entanto, o time brasileiro não conseguiu aproveitar a vantagem de jogar com um a mais em campo nos últimos 15 minutos da partida, em razão da expulsão de Zuqui. Os brasileiros impuseram pressão, criaram boas oportunidades de gol, mas não tiveram sucesso.

Mesmo assim, o clima não era de desânimo na saída de campo. Com o gol marcado fora de casa, o Grêmio poderá sacramentar a classificação às quartas de final com uma vitória por 1 a 0, diante de sua torcida, na partida da volta.

O novo duelo contra o Estudiantes está marcado somente para o dia 28, na Arena Grêmio. Quem se classificar vai enfrentar nas quartas de final da Libertadores o vencedor do duelo entre o Atlético Tucumán, da Argentina, e o Atlético Nacional, da Colômbia.

O jogo

Poupando titulares nas demais competições por estar focado na Libertadores, o técnico Renato Gaúcho surpreendeu ao escalar Pepê no setor ofensivo na vaga do machucado Everton, quando a expectativa da torcida era de que ele ficaria entre Marinho e Alisson. André, Ramiro e Luan completavam o ataque.

Favorito no confronto, o time brasileiro não se intimidou com a torcida contra e tomou a iniciativa nos primeiros minutos. Mas, apesar de uma boa chance perdida por André, não chegou a assustar. Sem força no ataque, errou na defesa. E viu o Estudiantes abrir o placar aos 8 minutos, quando Apaolaza, de 21 anos, acertou belo chute de fora da área e balançou as redes.

A resposta gremista foi modesta. Aos 13, Cícero cabeceou com perigo, mas o goleiro Andujar fez a defesa com tranquilidade. Travado em suas investidas, o time gaúcho não conseguia ameaçar. O nervosismo, aumentando a cada minuto, culminou numa breve confusão envolvendo jogadores das duas equipes, sem maiores consequências para ambos.

Exibindo grande precisão em suas poucas investidas no ataque, o Estudiantes ampliou aos 37. Após cobrança de escanteio na área, Campi se antecipou à marcação na primeira trave e cabeceou para as redes. A situação só não ficou mais complicada para o atual campeão porque, aos 43, Kannemann pegou rebote do goleiro, após escanteio, e diminuiu o placar.

Depois dos sustos na etapa inicial, o Grêmio voltou mais aguerrido para o segundo tempo. Aos 3, os gaúchos já desperdiçavam grande chance de empatar. André disparou pela direita, entrou na área e bateu rente ao pé da trave.

Ainda insatisfeito com o rendimento de sua equipe, Renato Gaúcho colocou Jael e Marinho em campo. Aos 21, Cícero desperdiçou outra boa chance dos visitantes ao pegar mal na bola quase na pequena área.

A partir dos 31 minutos, o jogo passou a ser mais favorável para a equipe brasileira. Isso porque o volante Fernando Zuqui levou o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Quase ao mesmo tempo, o Grêmio perdia Luan, machucado. Douglas entrou em sua posição.

E, a partir daí, o time brasileiro se mandou para o ataque na tentativa de arrancar o empate. A pressão durou até os instantes finais. Mesmo com um a mais em campo, o Grêmio não conseguiu buscar a igualdade neste jogo de ida das oitavas de final.

ESTUDIANTES 2 x 1 GRÊMIO


ESTUDIANTES
Mariano Andújar; Facundo Sánchez, Jonatan Schunke, Gastón Campi e Iván Erquiaga (Fabián Noguera); Fernando Zuqui, Iván Gómez e Lucas Rodríguez; Pablo Lugüercio (Lattanzio), Francisco Apaolaza e Matías Pellegrini (Cascini)
Técnico: Leandro Benítez

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura, Kannemann, Pedro Geromel e Marcelo Oliveira; Cícero, Maicon, Ramiro, Luan (Douglas) e Pepê (Marinho); André (Jael)
Técnico: Renato Gaúcho

GOLS: Apaolaza, aos 8, Campi, aos 37, e Kannemann, aos 43min do 1ºT
Cartões amarelos: Maicon, Kannemann, Lucas Rodríguez, Erquiaga, Sánchez
Cartão vermelho: Zuqui
Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Local: Estádio Ciudad de Quilmes, em Quilmes (Argentina)

FONTE: Super Esportes / Estadão Conteúdo
Link Notícia

Leia também