Ouça agora na Rádio

N Notícia

© AP Photo / Matt Dunham

FOTO: © AP Photo / Matt Dunham

Londres: Rússia não está envolvida no envenenamento de 2 pessoas em Amesbury

Segundo declarou o vice-ministro do Interior do Reino Unido, Ben Wallace, os dados prévios de Londres indicam que a Rússia não tem nada a ver com o envenenamento de duas pessoas em Amesbury.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

As duas pessoas que foram internadas na cidade britânica de Amesbury tinham estado em contato com o agente químico Novichok, mas não foram alvo de um ataque, declararam em Londres.

"Estas pessoas não estavam ligadas à família Skripal. Não foi um ataque, foi, acho, a contaminação com o Novichok", disse Ben Wallace.

O vice-ministro pediu à Rússia para conceder a informação que possui sobre o incidente em Salisbury.

"A Rússia poderia corrigir o que está errado, eles poderiam nos dizer o que aconteceu, o que eles fizeram e preencher algumas lacunas significativas que tentamos preencher. Tínhamos dito antes e o primeiro-ministro tinha dito [que] eles podem vir e contar o que aconteceu. Estou à espera de uma chamada telefônica da Rússia", declarou Wallace na entrevista à BBC Radio.

O vice-ministro também ressaltou que esta é só uma linha da investigação e que a polícia irá investigar outras.

Hoje, o ministro do Interior, Sajid Javid, vai fazer uma declaração no parlamento em relação ao envenenamento dos dois cidadãos britânicos.

Na manhã de 4 de julho a polícia britânica informou sobre um "incidente sério" ocorrido na cidade de Amesbury, onde duas pessoas entraram em contato com o agente químico Novichok, tendo sido internadas em estado crítico.

Em março, as autoridades britânicas alegaram que o Novichok tenha sido usado para envenenar o ex-espião russo Sergei Skripal, e sua filha Yulia, na cidade de Salisbury, não longe de Amesbury. Londres acusou do envenenamento o governo russo, mas Moscou refutou firmemente todas as acusações.

 

FONTE: SPUTNIK BRASIL
Link Notícia

Leia também