Ouça agora na Rádio

N Notícia

Divulgação/ Internet

FOTO: Divulgação/ Internet

Netflix pode se tornar sócia majoritária da EuropaCorp, produtora de Luc Besson

O estúdio francês vem enfrentando graves problemas financeiros desde o fracasso retumbante de Valerian e a Cidade dos Mil Planetas.

Todas as informações compartilhadas Adoro Cinema

A relação entre Luc Besson e a Netflix pode se tornar ainda mais estreita. No último mês de janeiro, foi noticiado que o realizador estaria prestes a assinar um contrato no valor de US$ 30 milhões para escrever e dirigir múltiplos projetos para a gigante do streaming, além de liberar os direitos de exibição de algumas das produções do catálogo da EuropaCorp, sua produtora; agora, de acordo com informações do jornal francês Les Echos, a companhia responsável por obras como Stranger Things e Bright parece ter dado um passo além e também estaria interessada em comprar a maior parte das ações do estúdio criado por Besson.

Caso o acordo seja concretizado, a entrada da Netflix no quadro diretorial do estúdio francês seria a melhor chance de redenção para Besson e sua empresa. Após o lançamento do superfaturado Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, a EuropaCorp entrou em um período de extremas turbulências financeiras e se viu obrigada a demitir inúmeros funcionários para equilibrar o fluxo de caixa, enormemente prejudicado pelo fracasso retumbante do sci-fi coestrelado por Dane DeHaan e Cara Delevingne nas bilheterias - o longa arrecadou US$ 225 milhões ao redor do mundo, mas segundo projeções de analistas, precisaria ter obtido pelo menos US$ 400 milhões para cobrir seus custos de produção e marketing e justificar uma sequência.

Ainda segundo o periódico econômico europeu, o anúncio da compra das ações da EuropaCorp pela Netflix poderia ser celebrado durante o Festival de Cannes, que ocorre entre os dias 8 e 19 de maio. Por enquanto, contudo, os executivos da EuropaCorp mantêm o posicionamento de que todas as informações acerca de possíveis vendas do estúdio seguem girando no terreno dos rumores. Eles estão, de fato, se reunindo com potenciais investidores, mas a versão oficial é de que ainda não há nenhuma transação oficializada.

Se a Netflix fechar acordo com a EuropaCorp, poderá explorar, a nível de exibição e de criação, obras e franquias de sucesso como Busca Implacável, Táxi e Carga Explosiva, além de inúmeros outros filmes e séries que fazem parte do catálogo de quase vinte anos de atividade da empresa criada por Besson nos idos de 1999. Ainda, a companhia de streaming teria a oportunidade de trabalhar com Besson, um cineasta reconhecido internacionalmente cujo status de "visionário" é apreciado pela gigante do mundo do entretenimento. Mas enquanto nada é confirmado, Besson se prepara para lançar Anna, seu novo filme de ação coprotagonizado por Helen Mirren e Luke Evans.

FONTE: Adoro Cinema - Por Renato Furtado
Link Notícia

Leia também